Páginas

Thursday, January 26, 2012

C:10 v :13 Vibhuti Yoga The Yoga of Divine Glories O Yoga das Glórias Divinas




ãhus tvãm rsayah sarve
devarsir nãradas tathã
asito devalo vyãsah
svayam cai 'va bravisi me

Thus they address You , all the seers( rishis) , the divine seer Narada , also Asita, Devala, and Vyasa, and even You  Yourself have told me. (13)
Assim, eles tratam a Você, a todos os videntes (rishis), os divinos profetas Narada, também Asita, Devala e Vyasa, e até   Você, Você mesmo disse pra mim.(13)
Arjuna is uttering the names  of great seers , rishis. Rishis are men of right vision, great seers, who through their self-effort and disciplined life realize the indwelling spirit, the eternal soul, inside and outside.
Arjuna é pronunciar os nomes dos grandes videntes, rishis. Rishissão homens de visão direita, grandes profetas , que através de seu esforço próprio e da vida disciplinada perceber o espírito residente, a alma eterna, dentro e fora.

Narada :ecstatic stage
estado de êxtase

Narada means  naram dadati iti , one who gives knowledge and bliss. Narada is a divine seer , the guru, the preceptor. In mythology, Narada is said to move in the sky, which means to bring your concentration from the neck center ( vaccum) up the pituitary, where you reach the ecstatic stage of Narada.
Narada significa naram dadati iti, aquele que dá conhecimento e felicidade. Narada é um vidente divino, o guru, o preceptor. Na mitologia, Narada é dito  se mover no céu, o que significa trazer a sua concentração a partir do centro do pescoço (vácuo) até a hipófise, onde você chega ao estado de êxtase deNarada.
Asita: free from bondage
livre da escravidão
Asita  is another rishi considered to be disciple of Vyasa. Asita has a dark complexion. The methaphorical meaning of Asita is a not, and sita in bondage or entangled. Asita is liberation, free from bondage. 
Asita é outro rishi considerado discípulo de Vyasa. Asita tem uma tez escura. O significado de Asita metafórica é a não, e sita em cativeiro ou emaranhado. Asita é libertação, livre da escravidão.
Devala : the perception of God's presence
a percepção da presença de Deus
Devala is the son of Asita. he is also called Astavakra, a very powerful master, even in his childhood. The metaphorical meaning of Devala is deva, vacuum or heaven, and lam, the root of the earth principle. Through meditation one reaches the state of devala- the perception of God's presence from the earth principle in the muladhara to the sky principle in the neck center.
Devala é o filho de Asita. , ele também é chamado Astavakra, um mestre muito poderoso, mesmo na sua infância. O significado metafórico da Devala é deva, vácuo ou o céu, e lam,  a raíz,  o princípio da Terra. Através da meditação se atinge um estado de Devala-  a percepção da presença de Deus a partir do princípio de terra no muladhara  até o princípio céu no centro do pescoço.
Vyasa divine wisdom
sabedoria divina
Sage Vyasa is the great spiritual master, compiler of the Vedas, author of the Brahmasutras, Bhagavad Gita, Mahabharata, Bhagavatam  e Puranas.  As a realized master, he has spoken, taught in detail, and written about spiritual life, the path of God realization , and who God is. The metaphorical meaning of Vyasa is the divine wisdom that enables a person to discriminate the real from the unreal and reach the state of realization.
Sábio Vyasa é o grande mestre espiritual, compilador dosVedas, autor do Brahmasutras, Bhagavad Gita, Mahabharata,Puranas e Bhagavatam. Como um mestre realizado, ele falou, ensinou em detalhes, e escrito sobre a vida espiritual, o caminho da realização de Deus, e quem é Deus. O significado metafórico de Vyasa é a sabedoria divina que permite a uma pessoa a discriminar o real do irreal e atingir o estado de realização.
To learn through  to reading or to be told something is indirect information, but to practice and realize is the direct perception. 
 Aprender através da leitura ou de algo contado é informação indireta, mas  praticar e perceber é a percepção direta.
Spirituality is being and becoming one with the divine.
Espiritualidade é ser  e tornar-se um com o divino.
Master Prajnananandaji teaches to us in his comments about Yogasutras of Patanjali:
Master Prajnananandaji nos ensina nos seus comentários sobreYogasutras de Patanjali :

Book One
The samadi pada
Verse 27

God as The Primordial Sound Om

tasya vãcakah pranavah {27}

The word that expresses Him is pranavah ( om)
A palavra que expressa Ele , é pranavah (om)
This sutra explains the means of surrender , the path to know and to love God. This word the hindus call pranavah ( om ), the cristians Amen, and the muslims Amin. It is the primordial sound, the continuous divine sound that yogis hear.
Este sutra explica os meios de entrega, o caminho para conhecer e amar a Deus. Esta palavra os hindus chamam Pranavah (om), os cristãos Amen, e os muçulmanos Amin.  É o som primordial, o som contínuo divino que os iogues ouvem.

Om or aum represents past, present and future; gross, astral and causal ; God guru and diciple.
The Shvetashvatara Upanishad ( 1:13-14) explains the practice of pranavah as a means  of meditation and realization.
Om ou aum representa passado, presente e futuro;  grosseiro, astral e causal; Deus  guru e o discípulo.
O Upanishad Shvetashvatara (1:13-14) explica a prática de pranavah como um meio de meditação e realização.
Book One
The samadi pada
Verse 28
Uniting Sound with the Meaning
Unindo som com o significado

tat japah tat artha bhãvanam {28}

This word should be repeated with contemplation on its meaning.
Esta palavra deve ser repetida com a contemplação do seu significado.

This sutra , in a technical as well as practical way, speaks of the art of surrender to God ( iswara pranidhana). Ordinarily , japa or chanting is the three types; vachika ( verbal, audible), upamshu ( with the lips, but without sound), and manasa ( mental).
Este sutra, de uma forma bem prática e  técnica, fala da arte de rendição a Deus (iswara pranidhana). Ordinariamente, japa ou cantar mantras   pode ser de  dos três  modos ; vachika (verbal, audível), upamshu (com os lábios, mas sem som), e manasa (mental).
The real japa is known as ajapa, which is the art of non-chantable chanting that a sincere meditator does while listening to the om sound continuously without interruption. The subtle difference with manasa is that you can remember mentally and ajapa is done with the breath. This is just the first step of japa.
O japa real é conhecido como Ajapa, que é a arte de não cantar cantando, que um meditador sincero faz enquanto ouve o som om continuamente, sem interrupção. A sutil diferença com manasa é que você pode se lembrar mentalmente e ajapa é feito com a respiração. Este é apenas o primeiro passo da japa.
The Sage explains the second step as artha-bhavanam, or contemplation of its meaning. Depending upon the quality of the disciple and his receptivity, the guru preceptor gives the meaning of the mantra or om. The orinary meaning of  om , Iswara, and God , is omniscience, omnipotence, and omnipresence; one who has control over the creation, sustance, and dissolution of the universe. One should contemplate the glories of the Lord.
O Sábio explica a segunda etapa como artha-bhavanam, ou contemplação de seu significado. Dependendo da qualidade do discípulo e sua receptividade, o preceptor guru dá o significado do mantra ou om.  O significado comum  de Iswara, e Deus, éonisciência, onipotência e onipresença, aquele que tem controle sobre a criação, sustance, e dissolução do universo. Deve-se contemplar as glórias do Senhor.
The real meaning of the mantra concerns bliss, wisdom, and pure love. This understanding one should get from the mouth of the teacher again and again. Meditating upon this meaning will bring a state of undisturbed joy.
O verdadeiro significado do mantra  refere á bem-aventurança, sabedoria e amor puro. Este entendimento deve começar a partir da boca   professor   mais  e  mais . Meditando sobre esse significado, isso  trará um estado de alegria  impertubável.

Master Prajnananandaji teaches to us in his   explanation of  Shree Shree Guru Gita from Vishvasara Tantra:

Book one
v: 86

dhyanamulam gurormurti pujamulam guruh padam 
mantramulam gururvakyam moksamulam gururh krpã

86- The foundation of meditation is the form of the guru preceptor,. The root of worship is his feet. The words of the guru are the mantra to be practiced. The cause of liberation is his boundless grace.
86 - A fundação da meditação é a forma do preceptor guru,. A raiz de adoração são os seus o seu pés. As palavras do guru é o mantra a ser praticado. A causa da libertação é a sua graça infinita.



O seeker ! blesses are those who follow the path of yoga and meditation as the means of communion with God. Remeber mantra, guru and God are one. Perceive the unity of this trinity in your daily life. Chant mantra with deep love for God. Contemplate its meaning and feel the presence of God in every breath. Listen in the inner chamber of your life, the voice of the Lord as anahata nada, the inaudible divine sound that is perceived in the innermost silence of life. Japa does not mean to chant like a machine; rather it is the expression of love in action. Let your life be the life of surrender to the Lord in divine omnipresence and omniscience.
O buscador! bem-aventurados são aqueles que seguem o caminho da yoga e da meditação como meio de comunhão com Deus. Lembre-se mantra, guru e Deus são um. Perceba a unidade desta trindade em sua vida diária. Chant mantra comprofundo amor por Deus. Contemple seu significado e sinta a presença de Deus a cada respiração. Ouça no silencio  interior da sua vida, a voz do Senhor, como anahata nada, o som inaudível divino que é percebido no silêncio mais profundo da vida. Japa não significa a cantar como uma máquina, mas sim, é a expressão do amor em ação. Deixe sua vida ser  uma a vida de entrega ao Senhor na divina onipresença e onisciência.


No comments:

Post a Comment