Páginas

Thursday, December 17, 2009

Capítulo I v 17-23 "A Yoga da desilusão ou Arjuna Vishada"

Capítulo I "A Yoga da desilusão ou Arjuna Vishada"
v 17-22



Bhagavad Gita, à luz de Kriya Yoga (Paramahamsa Hariharananda Giri)
Capítulo I "A Yoga da desilusão ou Arjuna Vishada" v.17

ghso dhãrtarastrãnãm sa
vyadãrayat hrdayãni
nabhás ca va prthivim cai '
vyanunãdayan tumulo

Atha vyasvvasthitaãn drstvã
kapidhvajah dhãrtarãstrãn
sastrasampãte pravette
Dhanur udyamya pãndavah



O rei de Kashi, o excelente arqueiro, e Shikhandi, O Grande Guerreiro cocheiro, e Dhristadyumna Virata, o Satyaki invencível (01:17)

O rei Drupada, bem como os cinco filhos de Drupadi, eo filho de Subhadra (Abhimanyu) suas poderosas Forças Armadas, todos tocaram suas conchas (01:18)
 
Significa que na batalha está o nosso Corpo ( lugar iluminado)  e nossa Alma , o self com a Condução do Senhor Krishna. A a persistencia e força de controle do grande guerreiro Pandava Dhristadyumna torna o sincero buscador invencível!

Na nossa vida temos que cuidar bem do corpo e zelar pela alma, entregando nossas vidas ao Senhor Krishna . A persistencia nas nossas práticas e força para disciplinar nossa mente nos torna invencíveis também.


O Rei Drupada , guerreiro Pandava  é o exemplo de agilidade e resolução para chegar á meta estabelecida. Drupadi é a energia Shakti e os seus cinco filhos , os cinco sentidos. Abhimanyu , filho de Arjuna e Subhadra, primo de Krishna é aquele que destrói todas as más qualidades.

Quando tocaram  suas conchas, sintonizam o Guru dos Gurus ´: OM o som divino primordial.


Quando nos sentamos para meditar de modo amoroso e sincero, de modo frequente e com devoção, entoamos OM  e estamos  alinhando os sentidos com a energia divina Shakti através dos 5  primeiros chacras , se seguirmos as instruções do nosso Mestre e dos Yogacharyas, ao realizarmos as técnicas de Kriya Yoga , estamos purificando nosso corpo.


vãkyam tada hrsikesán
mahipate Aha idam
(Arjuna uvaca)
madhye ubhayor senayor
cyuta stãpayame raktam '


nirikse etan yãvad 1ham
avasthitãn yoddhuhukãmãn
yoddhavyam kair maya saha
ranasamudyame asmin

presunto avekse yotsyamãnãn '
ya ete 'samãgatãh tra
durbuddher dhartãrastrasya
priyacikirsavah yuddhe

Agora, ó Senhor dos earth (Dhristarastra), Arjuna falou  para Hrishikesha (Krishna)( c 1: v.21)

Arjuna disse:
Oh Achyuta (aquele que não se desvia da sua glória divina), colocar o meu carro entre os Exércitos de modo que possa ver os Guerreiros Reunidos onde vou ter que lutar para me Manter no Centro.
( 01: 22)
Quero observar esses guerreiros que estão prontos para lutar e como estão formados de acordo com a mente malígana de Duryodhana ( 01:23)


Dhiristarastra representa a mente humana, nossa mente pode nos iludir a razão Contém uma verdade, mas a Verdade Absoluta é Deus. Porisso Arjuna falou para Hrishikesha ( aquele que é o condutor dos nossos cinco sentidos e de todas as partes do nosso corpo, Isha é a alma)


 Quando o Senhor Krishna é chamado de Achyuta, Arjuna ele pede que o Senhor Krishna seja um  com ele na batalha, Arjuna expressa uma sua Devoção, amor e entrega incondicional ao seu guru, seu Mestre(Não separado do seu corpo), ou seja ele sabe que o Senhor está não chacra cardíaco, o Centro da Batalha, onde o bem e o mal estão fazendo emergir em nós o bem e o mal, e mostra que este verso de uma Devoção Arjuna até mesmo nos momentos mais difíceis é sempre constante.

Ele ouve seu guru, seu Mestre e se dispõe um lutar contra o mal contando com uma glória divina do Senhor Krishna.

Duryodhana representa as nossas  más qualidades, nossos vícios, ilusões , e principalmente a malícia e a inveja que nos faz julgar-nos melhores do que os outros, sendo assim  imprudentes e expostos aos riscos de andar em más companhias, não manter a disciplina, não cuidar do corpo e não ler as escrituras sagradas.

Arjuna faz a auto análise, observa atentamente como o Ego e a arrogância podem estar determinando as condições da batalha. Assim como Arjuna nós Kriavans devemos fazer auto análise todos os dias  ao levantarmos e ao irmos nos deitar, o ideal que que a auto-análise seja permanente a cada respiração. Utilizar o Diário de Kriya é altamente positivo e pode nos ajudar na auto análise sistematizada.

Om Tat Sat Om


Jai Guru!


A silaba gu significa sombra
A silaba ru, aquele que dispersa,
Por causa do poder de dispersar a escuridão

o guru é assim chamado.


No comments:

Post a Comment